VERSO 17

uttamaḥ puruṣas tv anyaḥ
paramātmety udāhṛtaḥ
yo loka-trayam āviśya
bibharty avyaya īśvaraḥ
Palavra por palavra: 
uttamaḥ — a melhor; puruṣaḥ — personalidade; tu — mas; anyaḥ — outro; parama-ātmā — o Supremo Eu; iti — assim; udāhṛtaḥ — diz-se; yaḥ — quem; loka — do Universo; trayam — as três divisões; āviśya — entrando em; bibharti — está mantendo; avyayaḥ — inesgotável; īśvaraḥ — o Senhor.
Tradução: 
Além desses dois, há também a maior personalidade viva, a Alma Suprema, o próprio Senhor imperecível, que entrou nos três mundos e os mantém.
Significado: 

SIGNIFICADO O teor deste verso é expresso muito bem no Kaṭha Upaniṣad (2.2.13) e no Śvetāśvatara Upaniṣad (6.13), onde se afirma claramente que acima das inúmeras entidades vivas, algumas das quais são condicionadas e outras liberadas, está a Personalidade Suprema, que é o Paramātmā. Nos Upaniṣads há um verso que menciona o seguinte: nityo nityānāṁ cetanaś cetanānām. O significado é que entre todas as entidades vivas, condicionadas ou liberadas, há uma personalidade viva suprema, a Suprema Personalidade de Deus, que as mantém e que, de acordo com suas diferentes atividades, lhes dá condições favoráveis ao desfrute. Esta Suprema Personalidade de Deus situa-Se nos corações de todos como Paramātmā. O homem sábio que pode compreendê-lO habilita-se a alcançar a paz perfeita, mas os outros não.