VERSO 50

siddhiṁ prāpto yathā brahma
tathāpnoti nibodha me
samāsenaiva kaunteya
niṣṭhā jñānasya yā parā
Palavra por palavra: 
siddhim — perfeição; prāptaḥ — conseguindo; yathā — como; brahma — o Supremo; tathā — assim; āpnoti — a pessoa alcança; nibodha — tente compreender; me — de Mim; samāsena — resumidamente; eva — decerto; kaunteya — ó filho de Kuntī; niṣṭhā — a etapa; jñānasya — de conhecimento; — que; parā — transcendental.
Tradução: 
Ó filho de Kuntī, aprenda comigo como é que alguém que conseguiu esta perfeição pode atingir a fase de perfeição suprema, o Brahman, a etapa do conhecimento mais elevado, seguindo o método que agora passo a resumir.
Significado: 

SIGNIFICADO O Senhor descreve para Arjuna como se pode alcançar o mais elevado estado de perfeição com o simples desempenho do dever ocupacional, executando este dever para a Suprema Personalidade de Deus. Atingimos a etapa suprema do Brahman com a simples renúncia ao resultado do trabalho, satisfazendo o Senhor Supremo. Este é o processo de auto-realização. A verdadeira perfeição do conhecimento consiste em atingir pura consciência de Kṛṣṇa; descreve-se isto nos versos seguintes.