VERSO 53

śruti-vipratipannā te
yadā sthāsyati niścalā
samādhāv acalā buddhis
tadā yogam avāpsyasi
Palavra por palavra: 
śruti — da revelação védica; vipratipannā — sem se influenciar pelos resultados fruitivos; te — sua; yadā — quando; sthāsyati — permanece; niścalā — imóvel; samādhau — em consciência transcendental ou consciência de Kṛṣṇa; acalā — fixa; buddhiḥ — inteligência; tadā — então; yogam — auto-realização; avāpsyasi — alcançará.
Tradução: 
Quando sua mente deixar de perturbar-se pela linguagem florida dos Vedas, e quando se fixar no transe da auto-realização, você então terá atingido a consciência divina.
Significado: 

SIGNIFICADO Dizer que alguém está em samādhi é dizer que ele compreendeu plenamente a consciência de Kṛṣṇa; isto é, quem está em pleno samādhi compreende o que é Brahman, Paramātmā e Bhagavān. Alcança a maior perfeição da auto-realização quem entende que é servo eterno de Kṛṣṇa e que sua única obrigação é cumprir seus deveres em consciência de Kṛṣṇa. A pessoa consciente de Kṛṣṇa, ou o devoto inabalável do Senhor, não deve se deixar perturbar pela linguagem florida dos Vedas nem deve ocupar-se em atividades fruitivas para promoção ao reino celestial. Na consciência de Kṛṣṇa, entra-se em comunhão direta com Kṛṣṇa, e assim todas as instruções de Kṛṣṇa podem ser entendidas neste estado transcendental. É certo que se alcançarão resultados por meio destas atividades e se obterá conhecimento conclusivo. Tudo o que se tem a fazer é executar as ordens de Kṛṣṇa ou de Seu representante, o mestre espiritual.